Gerente afastado do Ganha Tempo de Sinop é preso suspeito de obstrução de Justiça 08/02/2021 Fonte: Assessoria | Polícia Civil-MT
A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor), cumpriu na manhã de sábado (06.02), mandado de prisão preventiva contra o gerente afastado da unidade do Ganha Tempo do município de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá).

O investigado era funcionário da empresa Rio Verde Ganha Tempo, afastada da administração do programa no dia 1º de setembro de 2020, no decorrer da operação “Tempo é dinheiro”. A decisão foi deferida pela juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Ana Cristina Silva Mendes.

A prisão ocorreu em razão de investigação paralela à operação, em que foram encontrados indícios de que o gerente descumpriu a ordem judicial expedida em decorrência da investigação, que proibia que ele mantivesse contato com funcionários da unidade.

Segundo a apuração da Deccor, o gerente afastado teria coagido funcionários a aceitar um advogado da empresa e solicitado a produção de provas falsas com objetivo de embaraçar a investigação, oferecendo em troca cargos na empresa quando voltasse ao comando da unidade.

Um dos funcionários afirmou ter registrado um boletim de ocorrência com informações falsas sobre a fiscal da Seplag, a pedido do gerente.
COMPARTILHAR COM