Lutador de Sinop conquista ouro e três pratas em mundial de Artes Marciais na Itália
05 de Novembro de 2018 - Fonte:Assessoria
Compartilhar
  • O Mundial de Artes Marciais, disputado entre sexta-feira, 02, e o domingo, 04, em Roma (Itália), terminou com um gosto especial para o atleta Genivaldo José da Silva, o Gibi, de Sinop. Integrante da delegação brasileira e competindo com atletas de vários países, Gibi deixou o torneio com três medalhas totais e figurando entre os melhores do mundo. No boxe ele se tornou campeão mundial, enquanto, pelo MMA, kickboxing e boxe chinês, faturou a prata.

     

    O lutador marcou presença na competição apoiado pela Prefeitura de Sinop, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.  "Realmente, se não fosse o apoio da Prefeitura de Sinop, do incentivo fiscal, não teria acontecido nada disso e eu estar aqui", disse Gibi.

     

    Gibi lutou na categoria master até 72,5 quilos e enfrentou adversários de diferentes partes do mundo. Além do ouro, as três medalhas de prata e o título de vice-campeão mundial também têm significado especial. No MMA o segundo lugar de Genivaldo veio entre 8 atletas participantes. No kickboxing, o vice-campeonato foi obtido entre 10 lutadores e, pelo boxe chinês, entre 6 competidores. "Estou muito feliz pelas minhas conquistas, mesmo com três costelas quebradas e o pé muito machucado. Vocês não imaginam a minha felicidade de ser campeão mundial entre tantos países", relatou o atleta.

     

    Em Sinop, onde reside e atua profissionalmente, o professor Genivaldo responde pela formação e instrução em artes marciais de crianças e adolescentes do projeto Kravthaikick - 11º BPM Formando Cidadãos, realizado pela Polícia Militar. Ele cede o espaço em sua academia de artes marciais para que os jovens treinem. Antes do Mundial em Roma, o professor também havia conquistado o cinturão de campeão no Pan-Americano de Kickboxing no Pan Americano de Artes Marciais em Santa Isabel, em agosto deste ano.