Mato Grosso registra 127 ocorrências relacionadas às eleições
16 de Novembro de 2020 - Fonte:Assessoria
Compartilhar
  • Mato Grosso registrou 127 ocorrências criminais relacionadas às Eleições 2020. É o que aponta o levantamento do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), divulgado no último boletim deste domingo (15.11), às 16h40. Destas, 105 foram referentes à boca de urna, crime eleitoral que consiste na divulgação no dia da eleição de partido político ou candidatos.

     

    Os demais registros foram: Tumultuar local de votação (05); compra de votos (05); promover, no dia da eleição, para fraudar o exercício do voto, a concentração de eleitores, inclusive com fornecimento gratuito de alimento e transporte coletivo (04); fake news (02); violar sigilo de voto (02); transporte de eleitor (02); recusar ou abandonar o serviço eleitoral sem justa causa (01); injúria eleitoral (01).

     

    O detalhamento por municípios pode ser acessado no boletim, clicando aqui.

     

    Os dados foram compilados pelo GGI e incluem os levantamentos da Superintendência do Observatório de Segurança da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), responsável pelos registros da Polícia Civil (PJC-MT) e Polícia Militar (PM-MT). Já a Polícia Federal (PF) registrou 16 ocorrências de crimes eleitorais, conforme consta no boletim.

     

    As eleições deste ano são para os cargos de prefeito(a), vereador(a) e suplementar ao Senado Federal. O GGI das Eleições 2020 está instalado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Sesp-MT, e conta com o trabalho das forças de segurança estaduais (PM-MT, PJC-MT, CBM-MT, Ciopaer, Gefron e Politec), da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

     

    Na manhã deste domingo, o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, recebeu o presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli, o juiz eleitoral Lídio Modesto, e outros representantes do Tribunal, e apresentou a estrutura disponibilizada à Justiça Eleitoral.

     

    “Tanto a Sala de Situação quanto a Sala NOC (videomonitoramento) foram estruturas criadas na véspera da Copa do Mundo de 2014, e ficaram como legados para atender esses eventos de grande porte. É um aparato de tecnologia que funciona de forma integrada, para garantir segurança à população”, ressaltou o titular da Sesp-MT.

     

    O presidente do TRE-MT elogiou o trabalho realizado por todos os órgãosenvolvidos e o empenho das forças de segurança. “Tudo começa antes do dia da eleição, com reuniões, planejamento, toda a logística, e sem essa integração com a Sesp-MT e as forças federais não conseguiríamos chegar neste resultado”, frisou o desembargador.

     

    Efetivo empregado

     

    Para Operação Segurança nas Eleições 2020, a Sesp-MT empregou um efetivo de 4.523 profissionais e 1.337 viaturas para todo o estado. Já a Polícia Federal destinou 207 profissionais e 54 viaturas, a PRF atua com 70 policiais e 30 viaturas, o Exército com 375 militares, e a Marinha disponibilizou 8 fuzileiros e 2 motoristas.