Metodologia auxiliará na gestão e planejamento de projetos de software
07 de Dezembro de 2017 - Fonte:Assessoria
Compartilhar
  • O setor de Tecnologia de Informação (TI) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) realizou nesta semana um workshop sobre SCRUM - metodologia usada na gestão dinâmica e planejamento de projetos de software. O evento ocorreu entre segunda e quarta-feira (04 e 06.12) e contou com a participação de cerca de 30 pessoas representantes de nove secretarias estaduais de Mato Grosso.

     

    Conforme o coordenador de TI da Sema, Gilvane Iork, a proposta do workshop é apresentar a ‘metodologia ágil’ para as demais secretarias de forma que todas estejam alinhadas a respeito do tema. “A Sema é pioneira na utilização dessa metodologia que é mundialmente reconhecida e queremos compartilhar essa inovação para que os outros órgãos também a adotem”.

     

    A ‘metodologia ágil’ permite controlar de forma eficaz e eficiente o trabalho, potencializando as equipes que prestam serviços em prol de um objetivo em comum. Atualmente ela é essencial para muitas empresas porque não apenas facilita a definição de objetivos, como também ajuda a cumprir os prazos estabelecidos.

     

    “Sempre tivemos muitos problemas no desenvolvimento de software e nas suas entregas. Entregávamos atrasados ou incompletos e com baixa qualidade. Então, vimos que se a gente implantasse uma metodologia mais ágil de desenvolvimento baseado no SCRUM conseguiríamos avançar”. Gilvane também explica que quando uma lei é modificada e isso reflete em algum Sistema Corporativo, que precise ser alterado, o setor demorava para fazer essa adaptação, mas com esse novo método as entregas ocorrem mais rapidamente.

     

    O workshop foi ministrado pelo gerente de inovação da empresa Squadra Tecnologia, o especialista em arquitetura de software Ewerton Rodrigues que trouxe durante o evento uma abordagem factual sobre a nova geração de valor através do software. “A metodologia é um conjunto de boas práticas para atuar na engenharia de software e essas boas práticas têm como base valores e princípios pessoais de relacionamento”.

     

    João Vinicius, do setor de TI da Controladoria Geral do Estado (CGE), participou do workshop porque tem interesse na implantação da metodologia na sua secretaria. “Quanto mais controle e rapidez melhor para os nossos produtos, como sites, aplicativos ou qualquer outro sistema computacional”.

     

    Para Natasha Dalsotto Gentil, analista de negócios da área de TI da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), o curso foi enriquecedor e a metodologia uma quebra de paradigma no governo que está acostumado com uma forma tradicional de desenvolvimento de software. “Já fazemos alguns pontos da metodologia, a estrutura inteira do SCRUM ainda não está implantada, mas vamos aos poucos modificar. Dependendo das decisões dos superiores, estamos muito motivados para trabalhar nessa linha de inovação”.