O DESAFIO DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM EM SALA DE AULA.
07 de Novembro de 2017 - Fonte:ROSEMERI DOS SANTOS AUGUSTO e MARCIO MAUTICIO PICOLI
Compartilhar
  • ¹ ROSEMERI DOS SANTOS AUGUSTO
    ² MARCIO MAUTICIO PICOLI

     

                  O processo de ensino-aprendizagem é um tema quem vem sendo discutido há muitos anos dentro do contexto (realidade) escolar. Muitos professores precisam refletir sobre sua atuação em sala de aula, disponibilizando um ensino contextualizado em que obtenha uma participação ativa e qualificativa dos alunos no processo de ensino-aprendizagem.

     

                  Como vimos, há muitos anos o ensino era baseado apenas na memorização e repetição dos conteúdos, o papel do professor era apenas transmitir informações, além da quantidade dos conteúdos ministrados, sem se preocupar com a aprendizagem e o conhecimento prévio de seus alunos. Sabemos que em qualquer período, a relação entre professor e aluno é imprescindível para que ocorra sucesso de forma significativa na vida escolar dos estudantes.

     

                  Como sabemos, a teoria e prática caminham sempre juntas, pois não podem ser separadas, portanto é importante o professor sempre se aperfeiçoar, inovando seus conhecimentos, acompanhando as inovações pedagógicas, através de formação continuada, cursos, entre outros, para obter uma atuação de qualidade na sala de aula.

     

                  Segundo Tardif (2002 p.249), “Tanto em suas bases teóricas quanto em suas consequências práticas, os conhecimentos profissionais são evolutivos e progressivos e necessitam, por conseguinte, de uma formação contínua e continuada”.

     

                  Assim, através da afirmação de Tardif (2002), os conhecimentos se renovam a cada dia, e os profissionais devem sempre acompanhar essas transformações e renovações, para assim atingir um ensino de qualidade e atualizado para melhorar a qualidade de ensino transmitida há seus alunos.

     

                  Podemos concluir que inúmeros fatores nos levam a analisar a atuação profissional na educação brasileira, mais esses devem atuar com disposição, e que os seus planejamentos não seja apenas mecânico em que a preocupação seja apenas em transmitir e disponibilizar os conteúdos na quantidade, mas sim, de forma que eles mesmos repensem na sua pratica de atuação. E que o principal objetivo seja transmitir aos seus aprendizes um ensino de qualidade, e que os auxilie a viver de forma critica e ativa perante a sociedade atuante.

     

    REFERÊNCIAS:

     

    TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002

     

     

    [1]Graduada no Curso de Licenciatura em Pedagogia por meio do Centro Universitário Cesumar – UNICESUMAR. Pós-graduada em Psicopedagogia Institucional no Cesumar _ UNICESUMAR de Maringá, polo de Sinop – Mato Grosso.

     

    [1] Graduado no curso de Licenciatura em Matemática pela Unemat SINOP-MT. Pós Graduado em Especialização em Metodologia do Ensino de Matemática pela faculdade AlternativaoInstituto de Educação “Bom Jesus” de Cuiabá – MT.