Telemetria é implantada em 300 autoescolas de Mato Grosso
04 de Outubro de 2019 - Fonte:Lidiana Cuiabano | Detran-MT
Compartilhar
  • O sistema de telemetria já está em funcionamento em 300 Centros de Formação de Condutores (CFCs) em todo Estado. A quantidade representa 94% das autoescolas credenciadas no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). Esta sexta-feira (04.10) é o último dia para os demais CFCs que ainda não implantaram, aderirem ao sistema, conforme estabelecido na portaria 448/2019.

     

    As autoescolas credenciadas junto ao Detran que não implantarem a telemetria estarão impedidas de ministrar aulas práticas nas categorias B, C, D e E.

     

    A telemetria permite o monitoramento das aulas práticas de direção veicular utilizando a validação por foto e biometria do instrutor e candidato, além de localizadores de GPS instalados nos veículos das autoescolas para constatar o percurso realizado pelo aluno.

     

    Até a implantação do sistema, o controle de aula nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) era realizado de forma manual, através de uma ficha em papel cartão, na qual eram marcados os campos de data, número da aula e assinado pelo instrutor e aluno. O lançamento das aulas também era enviado de forma manual no sistema do Detran. Com o novo sistema, as aulas são informadas de maneira automática.

     

    “Com a implantação da telemetria o Detran-MT dá um salto na segurança e transparência dos processos de habilitação no tocante às aulas práticas, evitando fraudes no processo de formação de condutores”, destacou o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.

     

    O sistema de telemetria foi desenvolvido pelo Detran-MT em parceria com a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), e é executado por empresas credenciadas pelo Detran-MT, contratadas pelas autoescolas.

     

    Telemetria

     

    Antes de começar a aula prática, o sistema faz o reconhecimento do aluno-condutor a partir de biometria digital ou facial. Na sequência, o próprio sistema apresenta os dados do condutor e do veículo utilizado, registra o desempenho do condutor durante o percurso e gera um relatório da aula.

     

    O relatório contém a duração da aula, a distância e o caminho percorrido, a velocidade do veículo, além das faltas e infrações cometidas e os locais onde elas ocorreram durante o percurso.

     

    Todos esses dados, inclusive com imagens registradas durante as aulas, são encaminhados pela MTI ao sistema do Detran-MT que, assim como as autoescolas, terá o histórico das aulas realizadas e do conteúdo programático ofertado.